sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Pokémon Go!

Olá pessoal, aqui é o Matheus respawnando no Balaio de Noob já muito cansado de pegar pombos e ratos aqui na minha cidade! Eu resolvi falar sobre Pokémon Go agora, pois amanhã (dia 03/09) fará um mês que comecei a jogar e nesse tempo eu quis tirar as minhas próprias conclusões sobre o jogo e não me basear no que as pessoas estavam falando sobre ele. Então vamos usar os repels para que nenhum Zubat atrapalhe a leitura e ver no que deu a minha experiência jogando Pokémon Go!

Pokémon Go!


Acredito que a maioria das pessoas que visitam o blog, já jogaram Pokémon Go, mas se por algum motivo específico ainda não tenha jogado (e não tenha visto nada na internet falando sobre isso) vou explicar um pouco sobre o que se trata! O jogo consiste em capturar Pokémon, que é uma abreviatura de Pocket Monster (Monstro de bolso) e "treiná-los" para que fiquem mais fortes e ter a possibilidade de batalhar com eles em Ginásios e futuramente contra outros players, pois, a empresa que fez o jogo (A Niantic) já especulou sobre implementar isso em atualizações futuras. Para capturar Pokémon você precisa se
movimentar pelas ruas procurando pelos monstrinhos e assim entrar em "batalha" contra eles para conseguir capturá-los. Isso é o básico do básico no jogo, existem diversos tutoriais atualmente de como capturar mais fácil um Pokémon, como achá-los mais facilmente e assim por diante.


Os treinadores ganham experiência ao capturar os Pokémon e ao chegar em uma certa quantia sobem de nível (o que aumenta o poder de combate dos Pokémon que ele for capturando). E conforme o nível sobe, o treinador consegue pegar itens diferentes nos PokéStops (Paradas onde os treinadores conseguem pegar itens que dão suporte para a captura e batalha dos Pokémon). Esses PokéStops normalmente são pontos históricos da cidade ou construções como igrejas e afins.

Uma forma alternativa de se obter Pokémon é chocando Ovos que são obtidos nos PokéStops. Os ovos possuem quilometragens e só são chocados quando o treinador acumula aquela quilometragem andando por ai. Os ovos obtidos podem ser de 2km, 5km ou 10km e de acordo com essa quilometragem é possível obter Pokémon mais raro.

Para se chocar ovos é preciso andar!
E já se foram mais de 100km!

Um mês de Pokémon Go!


Nesse um mês de Pokémon Go tive experiências legais e algumas inusitadas e infelizmente estou fechando esse mês com uma impressão um pouco ruim, mas não do jogo, dos jogadores! Na primeira semana de jogo, foi tudo simplesmente incrível, achando e capturando vários Pokémon e vendo a comunidade gamer e não gamer interagindo entre si. Alguns olhares desconfiados, pessoas me cumprimentando na rua e falando onde eu poderia conseguir um Pokémon diferente, aquele calor humano que a maioria dos gamers não conseguem ter ou sentir em frente ao videogame.

A socialização entre as pessoas me deixou bem espantado, já que estou acostumado a jogar sozinho na maior parte do tempo. Minha mãe que nunca foi fã de Pokémon começou a jogar junto comigo e ainda se mantém firme e adorando o jogo, apesar dela estar bem brava com a quantia de Pidgeys e Ratattas que aparecem para ela! Conforme os dias iam passando, pouco a pouco as pessoas paravam de cumprimentar e trocar informações, assim começavam a se formar os grupos e o medo de chegar perto de outras pessoas voltava!
Esse é o motivo que deixa
minha mãe brava! 

Agora vejo poucas pessoas que ainda estão dispostas a interagir e compartilhar experiência de jogo. A impressão ruim que eu citei acima é exatamente sobre essa mudança em apenas um mês. As praças que contém PokéStops são tomadas por grupinhos de pessoas e aquela interação entre os jogadores drasticamente caiu. Claro que para tudo existe uma exceção! Dias atrás um senhor me perguntou se eu estava jogando Pokémon Go e eu respondi que sim. Então ele me pediu explicação sobre o jogo, já que ele não sabia o que eram aquelas "pétalas de flores" que ficavam no PokéStop. Expliquei sobre o que se tratava e ele me agradeceu e praticamente foi correndo para o PokéStop (acredito que feliz da vida por saber que podia capturar mais alguns monstrinhos). Essa interação e boa vontade não pode se perder em apenas um mês de jogo, vivemos em uma sociedade que já individualista demais e não é conceituosa. 

Sobre o jogo eu não tenho nada a comentar, ele é muito bom, eu gostei e falo que gostei. Acho que nunca me exercitei tanto na vida como agora (hahaha). O jogo realmente me surpreendeu e nesse mês que eu joguei, o único ponto negativo da minha experiência com Pokémon Go foi o que eu descrevi acima, pelo menos aqui na minha cidade eu achei bastante tranquilo jogar (mesmo que com poucos PokéStops) e não tenho reclamações adicionais. Felizmente não fiquei sabendo de nenhum caso de roubo ou de alguém que tenha se machucado!

E você já jogou Pokémon Go? Qual foi a sua experiência? Tem alguma história legal para compartilhar? Deixe um comentário compartilhando o que achou do jogo! O repel já deve estar no fim, então fiquem bem e até o nosso próximo respawn!

Um comentário:

  1. Eu também vi isso acontecer com o tempo. Texto muito bom, parabéns!!!

    ResponderExcluir