sexta-feira, 11 de março de 2016

Dica do Balaio! Factorio

Olá pessoal, aqui é o Matheus respawnando no Balaio de Noob procurando melhorar o processo de montagem das postagens. Hoje no Dica do Balaio estarei falando sobre um jogo que está quase me deixando sem vida social (Não que eu tenha uma vida social agitada, btw), o Factorio. Nesse momento se você ainda não relacionou Factorio com Factory, deixarei aqui essa pequena e leve comparação para você começar a imaginar do que se trata. 

Descrição

Título: Factorio
Gênero: Casual, Indie, Simulação, Estratégia
Desenvolvedor: Wube Software LTD.
Distribuidor: Wube Software LTD.
Lançamento na Steam: 25/02/2016

Data de começo de desenvolvimento do jogo: Primavera de 2012

Factorio

Factorio é um jogo um tanto viciante, para não dizer MUITO viciante (E claro, é muito bom!). Com o objetivo de enviar um foguete ao espaço, ele faz com que o jogador pense na melhor forma de chegar lá através de extração, produção e automatização de recursos e máquinas.

Um jogo voltado para a construção de uma fábrica (ou fábricas, depende de como você joga) e apesar de parecer chato, é o oposto disso, é muito divertido e empolgante ir construindo e vendo tudo o que você montou funcionando. Mas não se engane pelas aparências, construir uma fábrica automatizada é apenas um ponto do jogo e assim como grandes produções de produtos, você precisa gerenciar a logística de tudo isso. Afinal, você não vai poder deixar tudo indo de um lado para o outro livremente sem pensar na melhor forma de conseguir alcançar o máximo de desempenho.


Com a logística em ordem, você precisará se desenvolver no planeta em que você está. Ou seja, você precisará pesquisar novas tecnologias para te auxiliar e proteger em sua jornada. A árvore de tecnologias
para desenvolver não é pequena não, apesar de estar em ALFA, o jogo já possui conteúdo para inúmeras horas de jogo (Considere inúmeras como dezenas, centenas, etc).

Se você reparou no parágrafo anterior na parte em que eu disse que as tecnologias são para auxiliar e PROTEGER deve estar se perguntando: "Se proteger exatamente do que Matheus?". A resposta é bem simples, dos Aliens que vivem nesse planeta, ou como eu e o David falamos, os Aborígines desse planeta. Eles são nada mais e nada menos que seres que já vivem no planeta e que em algum ponto do jogo começam a te atacar por causa da poluição que você gera com a sua fábrica. É um grande ponto do jogo, quanto mais você quer produzir, mais recursos você precisará e assim acabará gerando mais poluição, o que causará a ira dos aliens.

Em um momento do jogo, você se deparará com Blueprints e robôs que irão trabalhar para você na construção das estruturas do jogo. Em outras palavras, você monta um diagrama do que quer construir e utiliza de robótica para fazer a construção, é FANTÁSTICO! Para agilizar o processo de migração de recursos entre fábricas ou dentro de uma fábrica gigante, você pode construir uma linha de trem, o que deixará bem rápido a transferência de recursos. Incrível né?


Você pode ficar cansado de construir o tempo todo durante o jogo, uma ideia que deixo aqui é dar uma volta com os amigos com os carrinhos ou tanques que você cria durante o jogo e se ficar com medo dos alienígenas, você pode invocar esferas de combate para te proteger deles!

O jogo possui uma geração de mapas infinita (Se assim você deixar nas opções), o que te dá a liberdade de criar diversas fábricas ou até mesmo ir aumentando uma única fábrica de tamanho até o infinito (O que daria muitas infinitas horas de construção haha). Mas se você está pensando que isso seria muito trabalhoso, você pode chamar os amigos para te ajudar nessa empreitada, já que o jogo te dá a possibilidade de jogar de forma cooperativa.

O jogo possui um modo de campanha, cenário personalizado e um estilo livre. Cada um com modos de jogo diferente, que irão te colocar a prova de certas tarefas ou mesmo te deixar com acesso a tudo que tem disponível para fazer, apenas para você se divertir e ver como as coisas funcionam! Claro que no meio disso tudo haveria um editor de mapas para que você possa montar um mapa ou mesmo personalizá-lo.

Além de tudo o que eu disse até agora, existe a possibilidade de adicionar MODS ao jogo, para modificar objetos ou adicionar conteúdos que ainda não estão no jogo. Posso dizer que os MODS adicionam diversos elementos interessantes e auxiliam (em muitas vezes) em sua jogabilidade e não estragam o jogo! A experiência não se altera ao ponto de fazer o jogo ficar entediante ou sem graça.

Para finalizar essa nossa postagem, vou deixar o trailer de apresentação do jogo para vocês darem uma olhada nele e ver como é. Não julguem pelo gráfico, muitos jogos são excelentes sem precisar de uma qualidade gráfica alta! (Factorio é um bom exemplo disso!


Por enquanto é só pessoal, fiquem bem e não esqueçam de curtir a nossa página no facebook e deixe um olá para nós lá dizendo o que está achando do Balaio de Noob! Se cuidem e até nosso próximo respawn!

Links relacionados ao Factorio


Créditos de imagem e vídeo ao site Factorio e ao canal Factorio
*Todas as imagens utilizadas na postagem são do site oficial do Factorio*

2 comentários:

  1. Um jogo viciante, gostei bastante e foi amor ao primeiro play. uma dica que eu dou, é, pesquisar defesas primeiro, para colocar uma metralhadora em volta da sua fábrica, logo após, focar em logística, pois é bastante interessante os diversos modos que a logística trás ao jogo e logo depois, focar nos que dar vontade, que é a melhor parte, não se prender a uma ordem em especifico. é bom fazer a campanha, pois ensina muita coisa legal, e te da uma base do que você vai ver pela frente do jogo.
    No mais, é um jogo incrível, que não sei como não descobri antes, é super viciante e bem interessante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais legal do Factorio é que ele está melhorando cada vez mais! Estão adicionando coisas mais interessantes que estão complementando o jogo de uma forma incrivelmente boa. Eu consegui me "libertar" um pouco do jogo (hehe), mas quero voltar a jogar quando lançarem uma grande atualização. Obrigado pelo comentário, pela dica e volte sempre!

      Excluir